Ex-guarda de Auschwitz, de 94 anos, é condenado a quatro anos de prisão

Oskar Groening confessou durante seu julgamento que se sentia "moralmente culpado" por ter sido sargento da SS em Auschwitz. Nesta quarta-feira, ele foi considerado culpado por cumplicidade no homicídio de 300 mil judeus e sentenciado a quatro anos de prisão. Aos 94 anos, ele recebeu a punição após dois meses e meio de julgamento.

Estadão Conteúdo

15 de julho de 2015 | 22h45

O veredicto reavivou a esperança de que mais ex-membros da SS possam ser punidos por envolvimento nos campos de concentração, independentemente da idade. Segundo o Centro Simon Wiesenthal, que ajuda na caçada a ex-nazistas, a decisão foi muito importante, pois trata-se do primeiro caso em que a pessoa não estava envolvida no lado físico do assassinato em massa.

As acusações eram relativas ao período entre maio de julho de 1944, quando centenas de milhares de judeus da Hungria foram levados para o complexo de Auschwitz-Birkenau na Polônia ocupada pelos nazistas. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Alemanhanazismosentença

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.