Kandhi Barnez/AP
Kandhi Barnez/AP

Ex-guerrilheiro vence eleições presidenciais no Timor Leste

Foi a quarta eleição desde a independência do país, em 2002

O Estado de S.Paulo

21 de março de 2017 | 03h51

DÍLI - Uma contagem de votos extraoficial mostrou que o ex-guerrilheiro Francisco "Lu Olo" Guterres venceu as eleições presidenciais no Timor Leste realizadas na segunda, 20. Foi a primeira eleição sem a supervisão das forças de paz das Organizações das Nações Unidas (ONU), que deixaram o país em 2012.  O cálculo anunciado pela Comissão Eleitoral do país indicou que Guterres venceu o candidato do Partido Democrata, António da Conceição, Ministro da Educação e de Assuntos Sociais.   

Com 90% das urnas calculadas, Lu-Olo contava com 57% dos votos, contra 32% de Conceição. "Acredito que não haverá um segundo turno", declarou Guterres. 

Com 62 anos, ele representa o Fretilin, tradicional partido de resistência às forças da Indonésia no país. A antiga colônia portuguesa foi invadida pela Indonésia em 1975. Um movimento de resistência conseguiu a independência do Timor Leste em 2002. Muitas figuras desse processo têm destaque na política do país. 

A principal preocupação do país de 1,2 milhão de habitantes tem sido a dificuldade de distribuir as divisas do petróleo e do gás. A taxa de desemprego está próxima dos 60%. Um desafio do novo governante, segundo analistas, é o de diversificar a renda nacional para setores como agricultura e indústria. Em 2014, o setor de energias respondeu com por 60% do PIB. 

"Vou pressionar o governo para trabalhar duro e corrigir o atraso em todos os outros setores da economia", declarou Guterres. / AP e Reuters 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.