Ex-jornalista do 'News of the World' é encontrado morto

Sean Hoare havia acusado o então editor do jornal de incentivar grampos telefônicos; morte está sob investigação.

BBC Brasil, BBC

18 de julho de 2011 | 17h03

Um ex-jornalista do tabloide britânico News of the World foi encontrado morto nesta segunda-feira em sua casa em Watford, a 30 km de Londres.

Sean Hoare foi o responsável por muitas das acusações feitas contra o ex-editor do jornal Andy Coulson, de que ele supostamente encorajava os funcionários a interceptar mensagens de celular de políticos e personalidades midiáticas para obter informações exclusivas para reportagens.

Coulson, que nega as acusações, ocupou o cargo de porta-voz do primeiro-ministro britânico, David Cameron, até janeiro, quando pediu demissão diante do escândalo.

A polícia afirmou que o corpo de Hoare foi encontrado pela manhã e que ainda estava investigando as causas de sua morte.

"A morte está sendo tratada até o momento como 'sem explicação', mas as investigações sobre o incidente estão em andamento", disse um porta-voz da polícia local.

Endêmica

Desde que o caso dos grampos veio à tona, Hoare deu entrevistas detalhando a conduta no News of the World.

Ao programa da BBC Panorama, ele disse que as escutas telefônicas eram "endêmicas" no jornal. O jornalista afirmou ainda que Coulson havia lhe pedido para colocar escutas em telefones.

Em uma entrevista ao jornal New York Times, Hoare afirmou que a conduta ilegal era muito mais comum no News of the World do que a direção do jornal admitiu quando começaram as investigações.

Pressão política

A publicação, que teve sua última edição publicada no dia 10, é acusada de ter tido acesso ilegalmente a mensagens de celulares de mais de 4 mil pessoas. O jornal fazia parte grupo de mídia do magnata australiano Rupert Murdoch.

Em um dos últimos desdobramentos do caso, o chefe da polícia metropolitana de Londres, Paul Stephenson, renunciou no domingo.

E as implicações políticas do escândalo aumentaram a pressão sobre Cameron, por causa do papel de Coulson como seu porta-voz. Além disso, foram levantados questionamentos sobre relação do premiê com Murdoch.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.