Ex-juiz Garzón chefiará defesa de Assange

O ex-juiz espanhol Baltasar Garzón liderará a equipe que defenderá o WikiLeaks e seu fundador, Julian Assange, informou o site que ficou conhecido por divulgar informações confidenciais. Assange encontra-se na Embaixada do Equador em Londres e pediu asilo político ao país latino-americano após perder a batalha legal contra sua extradição para a Suécia, onde é acusado de abuso sexual. Garzón ficou conhecido por, entre vários casos, ditar uma ordem de prisão internacional contra o ditador chileno Augusto Pinochet.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.