Ex-líder checheno acusado de terrorismo morre em explosão

O ex-presidente da Chechênia Zelimkhan Yandarbiyev, procurado na Rússia por ligações com terroristas e conectado à Al-Qaeda, morreu quando uma explosão destruiu seu carro na capital do Catar. Yandarbiyev, que também escrevia poesia e livros infantis, foi morto pouco antes das 13h00 (hora local). A explosão também feriu seu filho de 13 anos, segundo o Ministério do Interior do país árabe.A Rússia vinha buscando a extradição de Yandarbiyev. Ele era considerado um elo da rede de financiamento dos rebeldes chechenos, acusados de diversos atos terroristas em solo russo. Sua morte ocorre uma semana depois da explosão de uma bomba no metrô de Moscou, com mias de 40 mortos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.