Ex-líder é absolvido da acusação de corrupção

Após seis anos de julgamento, o ex-presidente da Zâmbia Frederick Chiluba foi absolvido ontem da acusação de que teria se apropriado de US$ 500 mil dólares, durante os dez anos que ficou no poder, entre 1991 e 2001. A corte entendeu que não havia provas de que a fortuna vinha de dinheiro público. Famoso por gastar milhões em roupas de grife na Europa, Chiluba ainda responde a processo, em Londres, por lavagem de dinheiro. Sua mulher, Regina, já havia sido condenada por corrupção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.