Ex-líderes se reúnem em Berlim para relembrar queda do Muro

Mikhail Gorbachev, Helmut Kohl e George Bush elogiaram a revolução pacífica de novembro de 1989.

BBC Brasil, BBC

31 de outubro de 2009 | 18h09

Ex-líderes da União Soviética, Estados Unidos e Alemanha se reuniram na capital alemã para relembrar a queda do Muro de Berlim em 1989.

Mikhail Gorbachev, Helmut Kohl e George Bush homenagearam os cidadãos comuns, responsáveis pela revolução pacífica de novembro de 1989 que marcou o início da reunificação da Alemanha Ocidental e Alemanha Oriental e acelerou o fim do regime soviético.

Uma grande comemoração está marcada para o dia 9 de novembro, o 20º aniversário da queda do muro.

"Nós alemães não temos muito do que nos orgulhar em nossa história. Mas temos todas as razões para nos orgulharmos da reunificação alemã", afirmou Helmut Kohl, de 79 anos, que era o chanceler da Alemanha Ocidental e depois da Alemanha reunificada entre 1982 e 1998.

O ex-chanceler alemão chegou ao evento em uma cadeira de rodas, que usa desde que fraturou o quadril em 2008.

"Nunca houve um relacionamento que atingiu o mesmo nível da relação que tive com estes dois senhores", acrescentou Kohl se referindo a Gorbachev e George Bush.

Primeira reunião

Entres os presentes na reunião deste sábado estava a recém reeleita chanceler alemã Angela Merkel. De acordo com correspondentes os três ex-líderes estavam se divertindo na primeira reunião em muitos anos.

Bush, de 85 anos e que ocupou a presidência americana entre 1989 e 1993, afirmou que os eventos históricos que levaram à queda do muro cresceram "nos corações e mentes das pessoas que, por tanto tempo, tiveram que lutar pelos seus direitos dados por Deus".

"O muro nunca pode apagar os sonhos de vocês, nosso sonho de uma Alemanha, uma Alemanha livre, uma Alemanha orgulhosa", afirmou.

"O povo foi o herói. Nós três não queremos o crédito pelo que foi alcançado pela geração anterior", afirmou Gorbachev.

O último líder da União Soviética também aproveitou a reunião para lembrar de outros líderes daquela época que não puderam comparecer ao encontro: o ex-presidente francês François Miterrand, que morreu em 1996, e a ex-primeira-ministra britânica Margaret Thatcher, que sofre do Mal de Alzheimer.

Gorbachev foi o líder da antiga União Soviética entre 1985 e 1991 e ganhou o Prêmio Nobel da Paz.

"Ele permaneceu firme o tempo todo, e é por isso que ele também permanecerá firme quando a história de nosso tempo no governo finalmente for escrita", afirmou o ex-presidente americano George Bush.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.