Ex-militares dos EUA alertam sobre riscos de ação contra o Irã

Três ex-comandantes militares dos Estados Unidos fizeram um alerta formal, em carta ao jornal britânico Sunday Times, que qualquer ação contra o Irã pode ter "conseqüências desastrosas" e apelaram ao governo norte-americano que dê início a negociações com Teerã.A carta é assinada pelo general da reserva Robert Gard, um ex-assistente do secretário de Defesa Robert MacNamara; pelo general dos Mariners Joseph Hoar, ex-comandante-em-chefe do Comando Central dos EUA, agora na reserva; e pelo vice-almirante da Marinha norte-americana Jack Shanahan, também na reserva, ex-diretor do Centro de Informação de Defesa."A crise atual precisa ser resolvida pela diplomacia", afirmaram. "Ainda temos tempo para conversar, precisamos usar esse tempo."Esta não é a primeira vez que os três militares apelam ao presidente George W.Bush para que reveja sua política em relação ao Irã, que é acusado de estar enriquecendo urânio para um programa nuclear bélico. O Irã argumenta que o programa é energético.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.