Lai Seng Sin / Reuters
Lai Seng Sin / Reuters

Ex-premiê da Malásia é preso por suposto desvio de fundo de investimento estatal

Najib Razak teria recebido em uma conta pessoal mais de US$ 600 milhões do fundo 1 Malaysia Development Berhad (1MDB)

O Estado de S.Paulo

03 Julho 2018 | 06h21

BANGCOC - O ex-primeiro-ministro da Malásia Najib Razak foi preso nesta terça-feira, 3, em sua casa, em Kuala Lumpur, em razão de uma investigação pelo suposto desvio de um fundo de investimento estatal.

+ Polícia encontra bolsas cheias de dinheiro na casa de ex-premiê da Malásia

+ Polícia da Malásia apreende objetos durante operação na casa de ex-premier

A detenção, confirmada pela agência de notícias do país Bernama, foi feita pela Comissão Anticorrupção. No mês de maio, foi aberta a investigação sobre a suposta corrupção no fundo 1 Malaysia Development Berhad (1MDB).

+ Opositor malaio Anwar Ibrahim é libertado após indulto e pode voltar à política

+ Ex-primeiro-ministro da Malásia é proibido de deixar o País

Razak, que perdeu as eleições realizadas no dia 9 de maio, recebeu em uma conta pessoal US$ 681 milhões, supostamente do fundo 1MDB, e teve confiscado pela polícia dinheiro, joias e artigos de luxo. / EFE

Mais conteúdo sobre:
Malásia [Ásia] Najib Razak corrupção

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.