Ex-ministro de Gbagbo morre um dia após ter sido preso

Um ex-ministro de Interior da Costa do Marfim detido junto com o ex-presidente Laurent Gbagbo morreu hoje em meio a circunstâncias nebulosas, revelaram fontes. Desire Tagro foi visto ferido ontem ao ser levado ao Golf Hotel, base temporária do presidente eleito Alassane Ouattara e para onde também foram levados Gbagbo, sua esposa e seu filho.

AE, Agência Estado

12 de abril de 2011 | 18h41

Hoje, Tagro foi transferido para uma clínica, onde faleceu, disseram as fontes (um diplomata e um integrante do grupo de Ouattara). Pascal Affi N''Guessan, presidente da Frente Popular Marfinense, o partido de Gbagbo, alega que o ex-ministro foi baleado no hotel. Porta-vozes de Ouattara negam a acusação. A fonte diplomática, por sua vez, disse que Tagro teria tentado o suicídio com um tiro na boca e morreu mais tarde, na clínica. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
morteministroCosta do Marfim

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.