Ex-ministro de Pinochet é preso no Chile

Um coronel aposentado que foi ministro durante o governo de Augusto Pinochet no Chile foi preso nesta segunda-feira por ligações diretas com o desaparecimento e o assassinato de 13 pessoas entre 1973 e 1990, período da ditadura militar chilena.

Estadão Conteúdo

20 de outubro de 2014 | 17h09

Cristian Labbe, de 66 anos, foi detido em Santiago. A sentença da sua condenação dizia que havia evidências de que Labbe fazia parte de uma "organização hierárquica" que mais tarde se transformou em uma temida polícia secreta do Chile, com operação no centro de torturas Tejas Verdes. Ele nega todas as acusações.

Durante o regime de Pinochet, Labbe chegou a atuar como porta-voz do gabinete. As estimativas oficiais dão conta de que pelo menos 3.095 pessoas foram assassinadas a mando do governo. Destas, cerca de 1.200 desapareceram de maneira forçada. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ChileLabbePinochetditadura militar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.