Ex-ministro é nomeado premiê da Tunísia

O presidente interino da Tunísia, Fouad Mebazaa, nomeou hoje o ex-ministro Beji Caid-Essebsi como novo primeiro-ministro do país e pediu calma após novos protestos violentos. A nomeação de Beji Caid-Essebsi ocorreu poucas horas depois do primeiro-ministro, Mohammed Ghannouchi, renunciar ao cargo, numa tentativa de levar a nação do norte da África de volta à estabilidade.

AE, Agência Estado

27 de fevereiro de 2011 | 16h12

"Precisa haver reconciliação entre todos os tunisianos para mostrar ao mundo que a Tunísia é um país civilizado", disse Ghannouchi. "Minha renúncia ajudará a criar esta nova atmosfera."

Ghannouchi, de 69 anos, era um antigo aliado do presidente Zine El Abidine Ben Ali e havia prometido guiar o país até que as eleições pudessem ser realizadas até meados de julho. Ben Ali fugiu do país em 14 de janeiro em meio a protestos. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.