Ex-ministro egípcio é condenado a 5 anos de cadeia

Um tribunal do Egito condenou o ex-ministro de Indústria e Comércio do país a cinco anos de prisão. Rachid Mohammed Rachid, que foi condenado à revelia por desvio de recursos públicos, fugiu do Cairo após o levante que provocou a queda do ex-presidente Hosni Mubarak, após quase 30 anos no poder.

AE, Agência Estado

25 de junho de 2011 | 11h45

O tribunal também estipulou uma multa de cerca de US$ 2 milhões para Rachid. Em entrevista concedida no início do ano à rede Al-Arabiya, Rachid negou ter cometido qualquer delito durante seu mandato. A localização atual do ex-ministro é desconhecida e a última entrevista foi concedida em fevereiro, nos Emirados Árabes Unidos.

Uma série de ex-ministros e auxiliares de Mubarak está detida numa prisão no Cairo por várias acusações de corrupção. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Egitoex-ministroprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.