Ex-ministro guatemalteco é preso na Espanha

O ex-ministro da Casa Civil guatemalteco Carlos Vielman, acusado de vários homicídios no país centro-americano, foi detido hoje em uma rua no centro de Madri, informou a polícia espanhola. Vielman estava foragido da justiça havia dois meses, após a Comissão Internacional Contra a Impunidade na Guatemala (CICIG) vinculá-lo com a suposta execução de sete detentos amotinados em uma prisão, em 2006.

AE-AP, Agência Estado

13 de outubro de 2010 | 16h35

Além de Vielman, o ex-chefe de Presídios e ex-candidato presidencial Alejandro Giammattei, além do ex-diretor da polícia Erwin Sperisen, estão implicados no mesmo processo. Os suspeitos também são acusados de lançar uma política de extermínio de delinquentes e de "limpeza social". Vielman se afastou de seu cargo no governo da Guatemala em 2007. O ex-ministro deverá comparecer à Audiência Nacional espanhola, órgão encarregado de decidir sobre sua extradição para a Guatemala.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.