Ex-ministro iraquiano Tareq Aziz pede asilo na Croácia

O ex-vice-primeiro-ministro iraquiano Tareq Aziz, um dos colaboradores mais próximos de Saddam Hussein, pediu oficialmente asilo na Croácia para desfrutar de tranqüilidade em seus últimos dias de vida, informa hoje o semanário croata Globus, de Zagreb.Preso no Iraque há três anos, segundo a família, ele está muito doente, e espera receber dentro de algumas semanas uma resposta positiva de sua solicitação de indulto ao governo iraquiano.O Globus garante que a notícia, proveniente do Ministério de Relações Exteriores croata, foi confirmada também por um dos advogados de Aziz, o italiano Giovanni di Stefano.De acordo com outro de seus advogados, Badei Aref Izat, Aziz "está morrendo" e "não viverá mais de um mês devido à deterioração causada por um enfarte e os problemas de coração que sofre".Esse advogado criticou as condições da detenção do também ex-chefe da diplomacia iraquiana, "em uma cela de só dois metros de comprimento e um de largura", pelos militares americanos em Bagdá.As autoridades croatas, por enquanto, não querem comentar a solicitação de asilo do ex-ministro iraquiano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.