Ex-ministro líbio pode ter sofrido ataque cardíaco

Um funcionário do Ministério de Relações Exteriores da Áustria disse neste domingo que, segundo relatos iniciais de familiares do ex-primeiro ministro do Petróleo líbio, Shukri Ghanem, teria sofrido um ataque cardíaco, acrescentando que essa versão parece plausível. O corpo do ex-ministro foi encontrado neste domingo no rio Danúbio, em Viena. Ghanem não estava com nenhum tipo de identificação, além de um documento com o nome da empresa para a qual trabalhava.

AE, Agência Estado

29 de abril de 2012 | 19h12

Hahslinger disse que Ghanem aparentemente saiu de sua residência neste domingo pela manhã, depois de passar a noite do sábado em casa com uma pessoa conhecida. O corpo de Ghanem foi avistado no rio por um pedestre, que alertou a polícia. O corpo não tinha sinais visíveis de violência.

A autópsia para determinar a causa da morte será feita nos próximos dias, segundo informação do porta-voz da polícia local. "Não haveria sinais de violência se alguém o empurrasse, disse Hahslinger. "Mas também é possível que ele tenha se sentido mal e caído na água."

Ghanem serviu como primeiro-ministro da Líbia entre 2003 e 2006, quando assumiu o Ministério do Petróleo do país. Ele foi para a Europa em junho do ano passado, em meio aos avanços de insurgentes que tentavam derrubar o então líder Muamar Kadafi. Já na Europa, Ghanem anunciou seu apoio aos rebeldes. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
morteministroÁustriaataque cardíaco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.