Ex-ministro que abandonou o Taleban é morto

Dois homens numa motocicleta mataram a tiros Mohammed Khaksar, um ex-vice-ministro do Interior taleban que renunciou ao regime extremista e apoiava o governo de Hamid Karzai, respaldado por Washington. Khaksar passeava com dois de seus filhos na cidade de Kandahar quando foi alvejado no coração e na cabeça. Um suposto porta-voz do Taleban, Qari Mohammed Yousaf, assumiu responsabilidade pelo assassinato em nome do grupo islâmico."Ele era um traidor, vamos matar todos membros do Taleban" que nos traíram, afirmou. Em outros atos de violência atribuídos à antiga milícia governista, 10 pessoas foram mortas e 41 ficaram feridas. Além disso, um ataque suicida com carro-bomba contra um comboio militar dos EUA e do Afeganistão numa rodovia da província sulista de Helmand feriu hoje um soldado americano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.