Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Ex-ministro taleban é detido no Paquistão

O ex-ministro da Defesa taleban, o mulá Ubaidullah Akhund, considerado um dos principais líderes da insurgência afegã, foi detido com outras duas pessoas na cidade de Quetta, no oeste do Paquistão, anunciou esta sexta-feira, 2, uma fonte oficial.A fonte, citada pelo jornal paquistanês Dawn, disse que a detenção aconteceu na segunda-feira, enquanto o vice-presidente dos Estados Unidos, Dick Cheney, visitava o Paquistão de surpresa para exigir das autoridades uma luta mais contundente contra os talebans e a Al-Qaeda.Segundo a fonte, a operação que levou à detenção de Akhund tinha sido planejada antes da visita de Cheney e se apoiava em dados obtidos pelos serviços de inteligência.O ex-ministro é considerado um dos homens mais próximos ao líder máximo dos talebans, o mulá Omar. Com ele foram detidos outros dois membros da insurgência que "poderiam ser" Amir Khan Haqqani, comandante da província oriental de Zabul, e o ex-governador da província de Helmand, Abdul Bari, acrescentou o jornal.O mulá Obaidullah é um dos 10 membros do Conselho de Dirigentes Taleban, constituído em junho de 2003. Ele é suspeito de comandar as forças insurgentes, cada vez mais ativas no Afeganistão.É o mais alto dirigente da insurgência detido desde a queda do regime ultra-fundamentalista, em 2001. Havia uma recompensa de US$ 1 milhão pela sua captura.O Paquistão costuma anunciar operações relevantes contra osfundamentalistas que operam em seu território cada vez que os EUA ou algum de seus aliados no Afeganistão renova suas pressões.

Agencia Estado,

02 de março de 2007 | 05h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.