Ex-motorista de Bin Laden chega à prisão do Iêmen

O ex-motorista do líder terrorista Osama bin Laden desembarcou hoje na capital do Iêmen, Sanaa, após a decisão dos Estados Unidos de transferi-lo da prisão da base naval de Guantánamo a seu país de origem, onde ele cumprirá o resto da sua sentença. A informação foi dada por um oficial da segurança iemenita e pelo Departamento de Defesa norte-americano. Primeiro homem a ser julgado em um tribunal de guerra dos EUA desde o final da Segunda Guerra Mundial, Salim Hamdan foi condenado em 6 de agosto por apoiar o terrorismo, a cinco anos e meio de prisão. Como ficou preso em Guantánamo cinco anos e um mês, a sentença de Hamdan acabará em 27 de dezembro deste ano, informou o Pentágono. A família do condenado pediu para saudá-lo no aeroporto, mas o governo iemenita negou a solicitação. Hamdan, que tem 40 anos e é pai de duas crianças, não acreditava quando lhe disseram no sábado que ele seria enviado ao Iêmen. "Os advogados de defesa falaram com ele por telefone no domingo. Ele ainda não acreditava", disse o comodoro Brian Mizer, da Marinha dos EUA. Mizer lembrou que Hamdan nunca viu sua filha que hoje tem 7 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.