Ex-mulher de xeque árabe põe valor do divórcio à venda

Vende-se: o direito a receber US$ 250 milhões, conquistado na Justiça pela ex-mulher de um xeque árabe. Mas o comprador terá de se virar para cobrar a dívida da família real saudita. Após uma batalha judicial de 20 anos para tentar receber sua parte do divórcio, Diana Bilinelli decidiu vender os direitos - com um bom desconto - para quem quer que tenha meios de localizar o patrimônio do ex-marido. "É uma ótima oportunidade de investimento", disse a advogada HelenDorroh-White. Bilinelli e o ex-marido já falecido, xeque Mohammed al-Fassi, separaram-se quando ela discordou dos planos do marido de montar um harém. Em 1983, a Justiça dos Estados Unidos deu a ela direito a metade dos ativos do xeque, incluindo dois Boeings 707, 36 carros, um iate, 26 cavalos, um zoológico e residências na Espanha, Londres e Miami. Al-Fassi morreu em 2002, depois de alegar ter transferido todas suas propriedades para parentes, incluindo o rei Fahd e o príncipe Turki, da Arábia Saudita. A Justiça determinou que Turki é responsável pela dívida de Al-Fassi, mas os advogados de Bilinelli não conseguem encontrar os bens.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.