Ex-número dois de Kadafi está na Itália, diz ministro

O ministro de Defesa da Itália, Ignazio La Russa, confirmou neste domingo notícias de que o Abdel-Salam Jalloud, ex-número dois do governo de Muamar Kadafi, está na Itália depois de fugir de Tripoli. A declaração feita por La Russa à imprensa na Sicília, e veiculada pela agência de notícias italiana Ansa, foi a primeira confirmação oficial de que Jalloud chegou à Itália. O ministro, contudo, não informou onde ele estaria hospedado.

AE-AP, Agência Estado

21 de agosto de 2011 | 09h11

Rebeldes líbios disseram na sexta-feira que Jalloud havia desertado, um baque para o abalado regime de Kadafi. Jalloud ajudou o líder líbio a chegar ao poder no golpe de 1969 e por décadas viajou pelo mundo representando Trípoli. Ele começou a entrar em conflito com Kadafi na década de 90.

A mídia italiana informou que Jalloud primeiro fugiu para Tunísia e, depois, seguiu para Itália no sábado. Autoridades italianas inicialmente haviam se recusado a comentar o paradeiro dele.

Tudo o que sabemos sobre:
LíbiaDeserçãoJalloud

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.