Ex-paramilitar acusado de matar deputado é absolvido

EUA querem julgar Don Berna por tráfico de narcóticos e lavagem de dinheiro

Agencia Estado

19 Junho 2007 | 11h05

O ex-chefe paramilitar Diego Fernando Murillo, conhecido como Don Berna, foi absolvido na quinta-feira pelo assassinato de um deputado e outras duas pessoas, disseram fontes judiciais. A decisão foi de um juiz da cidade colombiana de Montería, capital do departamento de Córdoba, no noroeste da Colômbia. O deputado Orlando Benítez e dois acompanhantes foram assassinados em 10 de abril de 2005 no município de Tierralta, também em Córdoba.Don Berna sempre negou ter sido o mandante do crime, cometido quando ele era um dos negociadores das Autodefesas Unidas da Colômbia (AUC), nas conversas com delegados do Governo do presidente Álvaro Uribe.O ex-paramilitar está detido atualmente na prisão de alta segurança de Itagüí, vizinha a Medellín.Um tribunal de Nova York quer julgar Don Berna por tráfico de narcóticos e lavagem de dinheiro. Mas, como ele participa do processo de paz na Colômbia, não será extraditado.

Mais conteúdo sobre:
ColômbiaparamilitarDon Berna

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.