Ex-policial acusado da morte de premier sérvio

Um ex-comandante de uma unidade de elite da polícia liderou o grupo responsável pela morte do primeiro-ministro Zoran Djindjic, acusa o governo da Sérvia. Numa declaração oficial, o governo diz que o comandante, Milorad Lukovic, mais conhecido como Legija, é um de 20 suspeitos. O primeiro-ministro foi atingido nas costas e no abdome por tiros disparados por um franco-atirador ao meio-dia desta quarta-feira, e morreu no hospital.Para ler o noticiário da BBC, que é parceira do estadao.com.br, clique aqui.

Agencia Estado,

12 de março de 2003 | 18h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.