Ex-premiê de Cingapura deixa hospital

O ex-primeiro-ministro de Cingapura Lee Kuan Yew deixou o hospital em que estava internado por causa de um coágulo, mas continua em observação. Lee, de 89 anos, foi hospitalizado na sexta-feira, depois de sofrer um ataque isquêmico transitório, que ocorre quando o fluxo sanguíneo para o cérebro para por um período de tempo, o que está associado a batimentos cardíacos irregulares.

AE, Agência Estado

17 de fevereiro de 2013 | 11h57

Um comunicado do escritório do governo informou que Lee foi liberado neste domingo e está descansando em casa, onde receberá tratamento anticoagulante. Membro fundador do governista Partido da Ação do Povo, que transformou o pequeno porto em uma metrópole pujante, Lee se tornou primeiro-ministro em 1959 e ficou no poder por 31 anos. Seu filho Lee Hsien Loong é o atual líder do país. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
CingapuraLee Kuan Yewhospital

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.