Ex-premiê de Taiwan visita a China

O ex-primeiro ministro de Taiwan Vincent Siew viajou à China na terça-feira em para tentar aliviar as tensões entre os dois países e estabilizar as relações diplomáticas. Siew, que deixou o cargo no ano passado, disse que ele encontraria oficiais chineses para discutir a idéia de um "mercado comum", que pode facilitar uma cooperação econômica a longo prazo."Espero que possamos construir a base para relações estáveis pacíficas e mutualmente benéficas", disse Siew enquanto se preparava para embarcar à China. Ele lidera uma delegação de 10 executivos, incluindo Morris Chang, diretor do conselho da Taiwan Semiconductor Manufacturing, a maior fabricante de chips de Taiwan.Em oito dias, o grupo visitará as cidades de Beijing, Xangai e Shenzhen durante. Siew disse não ter sido informado sobre um possível encontro com o presidente chinês, Jiang Zemin. Taiwan e a China se separaram em 1949 por causa de uma guerra civil. Embora o comércio entre os dois países esteja crescendo, as relações entre os dois governos é marcada pela indiferença.As negociações entre os dois países estão travadas, pois a China considera Taiwan uma província rebelde. O presidente taiuanês, Chen Shui-bian, se recusa a aceitar que Taiwan é uma parte inseparável da república chinesa. A submissão aos chineses é condição indispensável para que os dois lados voltem a sentar à mesa de negociações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.