Ex-premiê do Paquistão é preso e deportado para Arábia Saudita

O ex-primeiro-ministro do PaquistãoNawaz Sharif foi preso e deportado para a Arábia Saudita nestasegunda-feira, horas após ter voltado ao país de um período noexílio prometendo acabar com o regime do presidente PervezMusharraf. Antes de sua chegada de Londres, autoridades prenderamdiversos líderes, porta-vozes e ativistas do partido de Sharif,impedindo que simpatizantes fossem à capital paquistanesa eisolando o aeroporto de Islamabad. Alguns simpatizantes do ex-premiê enfrentaram a polícia aotentar passar por barricadas para chegar ao aeroporto. Cincopessoas ficaram feridas. Partidários de Sharif afirmaram que desafiarão o governonos tribunais e no âmbito político. No mês passado, a Suprema Corte do país afirmou que Shariftinha direito de voltar e que o governo não deveria impedi-lo. Representantes do governo não estavam disponíveis paracomentar. Esperava-se que a volta de Sharif, após sete anos noexílio, detonasse disputas com o general Musharraf, o chefe doExército que derrubou Sharif do poder em 1999 e o mandou para oexílio na Arábia Saudita no ano seguinte. (Por Sophie Walker)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.