Ex-premiê presa é vetada em eleição parlamentar

A Comissão Eleitoral Central da Ucrânia rejeitou ontem a candidatura da ex-primeira-ministra do Yulia Tymoshenko, que tentava se apresentar como líder de chapa da oposição na disputa eleitoral de outubro. O tribunal - acusado de estar a serviço do governo - disse que Yulia tem "antecedentes penais politicamente motivados", o que a impede de disputar. A ex-premiê ucraniana está presa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.