Ex-premier defende aliança Royal-Bayrou na França

O ex-primeiro-ministro socialista francês Michel Rocard defendeu nesta sexta-feira, 13, uma "aliança" entre a socialista Ségolène Royal e o centrista François Bayrou para vencer a "coalizão" entre o conservador Nicolas Sarkozy e o ultradireitista Jean-Marie Le Pen."Se Nicolas Sarkozy for eleito presidente da França dentro de algumas semanas, não teremos nenhuma desculpa. A União por um Movimento Popular (UMP)ganhará as eleições legislativas (de junho) e durante cinco anos a França sofrerá", escreve Rocard em artigo publicado nesta sexta pelo jornal Le Monde.Rocard lançou, por isso, um chamado a Royal e Bayrou (segunda e terceiro colocados nas pesquisas de intenção de voto) para forjar uma "aliança" antes do primeiro turno das eleições presidenciais, fixada para o próximo dia 22.Tal aliança foi plenamente rejeitada hoje pelo primeiro-secretário do Partido Socialista (PS) e companheiro de Royal, François Hollande, que a qualificou de "inconcebível", pedindo ao eleitorado de esquerda que vote pela mãe de seus quatrofilhos já no primeiro turno.Em seu artigo, Rocard não informa como deveria ser essa aliança "sincera e construtiva", mas estima que Royal e Bayrou podem estabelecer acordos sobre questões fundamentais como emprego, habitação, educação e Europa."Socialista desde sempre", Rocard afirma que "nada de essencial separa os social-democratas e os social-democratas na França, ou seja, os socialistas e os centristas"."Isolados", nem uns nem outros, têm "oportunidade alguma de vencer a coalizão de Nicolas Sarkozy e Jean-Marie Le Pen", segundo o deputado europeu.Rocard está convencido de que, "unidos, os Verdes, a esquerda social-democrata e o centro democrático social constituem uma maioria" na França.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.