Ex-presidente acusado de suborno vai a tribunal

O ex-presidente argentino Fernando De la Rúa (1999-2001) irá a julgamento amanhã para responder pelo "Caso Banelco" - um escândalo de pagamentos de subornos aos senadores para aprovar no ano 2000 uma lei trabalhista que os sindicatos rejeitavam mas era exigida pelo Fundo Monetário Internacional (FMI). De la Rúa, em entrevistas aos jornais portenhos La Nación e Clarín publicadas ontem, declarou que os subornos não existiram. "Todas essas acusações têm base em mentiras", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.