Ex-presidente Carlos Menem é condenado por contrabando de armas

O ex-presidente da Argentina Carlos Menem (foto) foi condenado ontem por contrabando de armas para o Equador e a Croácia. O ex-ministro de Defesa de seu governo, Oscar Camilión, também foi condenado pelo crime. Menem e outros 17 acusados tinham sido inocentados em um julgamento realizado em setembro de 2011 por uma instância inferior da Justiça argentina.

O Estado de S.Paulo

09 de março de 2013 | 02h34

Em 1991, durante a Guerra dos Bálcãs, e em 1995, quando o Equador enfrentava o Peru em virtude de um litígio fronteiriço entre os países, a Argentina exportou 6, 5 mil toneladas de armamento para o Panamá e Venezuela, de onde o material foi enviado para a Croácia e o Equador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.