Ex-presidente da Bolívia é detido por uso de drogas

Um ex-presidente de facto da Bolívia foi detido sob a acusação de haver consumido cocaína e realizar gestos obscenos em frente de menores em uma cidade do leste boliviano, informou a promotora da Unidade de Vítimas Especiais, Francisca Rivero.

AE-AP, Agência Estado

18 de agosto de 2010 | 13h02

O general Juan Pereda Asbún, de 79 anos, que governou por alguns meses o país, em 1978, foi detido na noite de ontem "sob o efeito de ter consumido cocaína", afirmou a promotora. Inicialmente, Pereda foi detido em uma praça na cidade de Santa Cruz, acusado de assédio a menores de idade. Em uma revista posterior, a polícia antidroga encontrou dois cigarros que o militar reformado levava em seu carro com "substâncias controladas", afirmou a promotora, à emissora Fides.

Um juiz de medidas cautelares decidirá hoje se Pereda pode permanecer detido. O militar foi presidente por pouco mais de três meses, após dar um golpe de Estado contra seu mentor político, o ex-ditador general Hugo Bánzer (1971-1977), que morreu de câncer, em 2001. Bánzer ainda chegou a voltar à presidência boliviana, entre 1997 e 2001, após ganhar uma eleição.

Tudo o que sabemos sobre:
ex-presidenteBolíviadrogasdetenção

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.