Ex-presidente de indústria chinesa é condenado à morte

Wang e outros diretores da Shanghai Electric foram considerados culpados de se apropriar ilegalmente de US$ 40 milhões em negócios de compra e venda de terras em Xangai

EFE

21 de dezembro de 2007 | 05h01

Wang Chengming, ex-presidente da Shanghai Electric Group, maior companhia chinesa de produção de equipamentos industriais, foi condenado à morte por desvio de fundos e suborno. Wang e outros diretores da Shanghai Electric foram considerados culpados de se apropriar ilegalmente de US$ 40 milhões em negócios de compra e venda de terras em Xangai, segundo a sentença do Tribunal Popular de Changchun, no nordeste da China. Os outros diretores condenados são Yan Jinbao, que recebeu sentença de prisão perpétua, e Lu Tianming, condenado a 15 anos de prisão. Wang, também ex-presidente de uma grande empresa tecnológica (Shanghai SVA), é um dos empresários de mais alta categoria a ser condenado à pena capital pelas autoridades chinesas, que nos últimos anos endureceram as sentenças para grandes casos de corrupção. Na quinta-feira, Li Baojin, ex-promotor chef e ex-subdiretor de Segurança Pública da Prefeitura de Tianjin, também foi condenado à morte por ter aceitado subornos e por malversação de fundos públicos.

Tudo o que sabemos sobre:
Shanghai Electric

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.