Ex-presidente dos EUA é submetido à angioplastia

O ex-presidente norte-americano Gerald Ford foi submetido a uma segunda angioplastia (intervenção coronariana para normalizar a circulação sanguínea no seu coração), informou nesta sexta-feira, 25, seu porta-voz, Penny Circle.De acordo com as informações médicas, o procedimento no ex-presidente, que tem 93 anos, obteve êxito. Ford segue em repouso na Clínica Maio, em Rochester.Na segunda-feira, 22, os médicos da clínica fizeram o primeiro procedimento para regularizar o batimento cardíaco do ex-presidente. A clínica Mayo não divulgou boletins médicos sobre o estado do paciente. Todos anos, mais de 600 mil angioplastias são feitas nos EUA.O procedimento é simples. Por meio de um corte feito na perna do paciente, os médicos implantam uma micro-válvula na artéria do doente. Depois, o equipamento é inflado e levado até o ponto em que a passagem de sangue está obstruída, restabelecendo o fornecimento de sangue. A descrição do procedimento, feita pelo porta-voz do ex-presidente, sugere que "uma parte substancial do coração não estava recebendo sangue adequadamente". Ford está internado desde 15 de agosto. "Os stents (microválvulas) podem ser utilizadas em pessoas mais idosas de maneira muito segura, com resultados muito favoráveis, semelhantes às intervenções em pacientes jovens", afirmou Carl J. Pepine, da Associação Americana de Cardiologia.Em janeiro, o ex-presidente permaneceu internado durante 12 dias, na Califórnia, em decorrência de uma pneumonia. Em julho, ele recorreu a um centro médico no Colorado, para tratar de uma crise de falta de ar.Ford se tornou o ex-presidente dos EUA mais idoso desde a morte de Ronald Reagan, em 2004. Ele e sua exposa Betty moram em Rancho Mirage.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.