Ex-presidente é indiciado por corrupção

O ex-presidente de Taiwan Chen Shui-bian foi indiciado ontem por várias acusações de corrupção, como apropriação indevida, lavagem de dinheiro e aceitar subornos. Chen, cujo mandato terminou em maio, nega todas as acusações e alega que elas são politicamente motivadas. Seu partido defende a independência de Taiwan, enquanto o governo do atual presidente, Ma Ying-jeou, é favorável a estreitar os laços com a China. Chen está detido desde o mês passado e ainda aguarda o julgamento de seu pedido de fiança. Se condenado, o ex-presidente pode passar 25 anos na prisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.