Ex-presidente Estrada pega prisão perpétua

Depois de seis anos de processo, um tribunal de Manila condenou ontem o ex-presidente filipino Joseph Estrada, de 70 anos, à prisão perpétua por corrupção. Estrada, deposto numa revolta apoiada pelos militares em janeiro de 2001, disse que apelará da sentença. Além disso, o caso deve ser automaticamente analisado pela Suprema Corte.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.