Ex-presidente finlandês Ahtisaari recebe o Nobel da Paz

O ex-presidente finlandês Martti Ahtisaari foi anunciado hoje como o ganhador do prêmio Nobel da Paz. A distinção destacou o papel de Ahtisaari na busca pela paz na África, Ásia, Europa e no Oriente Médio. O Comitê Norueguês do Nobel afirmou reconhecer o importante trabalho de Ahtisaari em mais de três décadas trabalhando para resolver conflitos internacionais. "Esses esforços contribuíram para um mundo mais pacífico e para a ''fraternidade entre nações'' no espírito de Alfred Nobel", escreveu o comitê.Ao apontar Ahtisaari, de 71 anos, o comitê do Nobel volta seu foco para o tradicional trabalho pela paz, após premiar o ex-vice-presidente norte-americano Al Gore e o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) da ONU, no ano passado. "Ele é um campeão mundial quando se fala de paz e ele nunca desiste", resumiu Ole Danbolt Mjoes, presidente do comitê norueguês de premiação do Nobel. Ahtisaari receberá o prêmio de 10 milhões de coroas (US$ 1,4 milhão) e uma medalha de ouro. O prêmio Nobel da Paz é apresentado em Oslo, ao contrário dos outros, que são apontados em Estocolmo, na Suécia.O texto do comitê mencionou os trabalhos de Ahtisaari na Namíbia, em Aceh, na Indonésia, em Kosovo e no Iraque. Desde 2005, o nome do premiado deste ano é mencionado entre os prováveis ganhadores. Em agosto daquele ano, Ahtisaari negociou o fim de um conflito na Indonésia que durava mais de 140 anos, ao realizar um acordo entre o governo indonésio e os líderes da guerrilha separatista de Aceh. Ele iniciou e mediou as conversas de paz na Finlândia - o acordo de paz foi firmado em Helsinque.Falando à emissora de televisão norueguesa NRK, Ahtisaari se disse "muito satisfeito e agradecido" com a premiação. Questionado sobre qual trabalho considerava o mais importante, ele disse que "claro que a Namíbia é absolutamente o mais importante, porque levou tanto tempo". Além disso, mencionou seu trabalho em Kosovo e Aceh.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.