EFE
EFE

Ex-presidente francês Nicolas Sarkozy anuncia que concorrerá às eleições de 2017

Segundo o jornal francês 'Le Monde', político centrará sua campanha na segurança, identidade, imigração e laicidade, pois acredita que tem maior credibilidade e experiência nesses assuntos do que seus rivais

O Estado de S.Paulo

22 Agosto 2016 | 13h15

PARIS - O ex-presidente da França e líder do partido conservador Nicolas Sarkozy anunciou nesta segunda-feira, 22, que concorrerá à eleição presidencial de 2017. O político de 61 anos perdeu o pleito de 2012 para o atual presidente francês, François Hollande, atualmente impopular.

"Decidi ser candidato para a eleição presidencial de 2017. Senti que tenho a força para liderar esta batalha em um momento perturbado de nossa história", escreveu Sarkozy em sua conta no Facebook.

O anúncio está presente em seu livro Tout pour la France (Tudo pela França, em tradução livre), lançada pela editora Plon e que estará disponível para venda na quarta-feira.

"Este livro é o ponto de partida", disse Sarkozy, que deixará na segunda-feira a presidência de seu partido para se adequar aos estatutos e poder se concentrar nas primárias.

A França realizará suas eleições presidenciais em 23 de abril no primeiro turno e em 7 de maio de 2017 no segundo.

"Os próximos cinco anos serão os de todos os perigos, mas também os de todas as esperanças", acrescentou o ex-presidente francês, que tinha até quinta-feira para se apresentar como candidato às primárias.

Sarkozy, segundo destaca o jornal Le Monde, centrará sua campanha na segurança, identidade, imigração e laicidade, assuntos nos quais, como ex-ministro do Interior e ex-presidente, se vê com maior credibilidade e experiência do que seus oponentes. / Reuters e AFP

Mais conteúdo sobre:
França Nicolas Sarkozy Presidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.