Ex-presidente iraniano consegue visto americano

Apesar da intensa desconfiança diante das suspeitas de fabricação de armas nucleares e financiamento do terrorismo pelo regime iraniano, a administração Bush decidiu nesta terça-feira permitir que o ex-presidente do Irã Mohammad Khatami visite os EUA.Um visto foi concedido na terça-feira a Khatami e a vários iranianos que o acompanharão na visita aos EUA, segundo o porta-voz do departamento de Estado, Tom Casey.Não haverá restrições em sua viagem. Khatami planeja comparecer a uma conferência da ONU e também deve fazer um discurso na Catedral Nacional de Washington.Não estão marcados encontros antecipados com funcionários do governo, segundo Casey. O ex-presidente será o mais alto funcionário iraniano a visitar Washington desde que os fundamentalistas islâmicos tomaram a embaixada americana em Teerã, em 1979, e mantiveram reféns americanos por 444 dias. A embaixada iraniana em Washington fechou em abril de 1980 e não houve mais relações formais entre os dois países desde então. Um crescente número de diplomatas americanos e membros do congresso têm pedido à administração que converse com o Irã sobre seus desentendimentos. Atualmente a administração de Bush trava uma luta ferrenha com o Irã para que Teerã interrompa o enriquecimento de urânio, como demanda resolução do Conselho de Segurança. O porta-voz americano reafirmou a intenção dos EUA de impor sanções ao Irã se o pais não cumprir com o prazo desta quinta-feira. O governo americano também continua a afirmar que o Irã é um apoiador do terrorismo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.