Ex-presidente Kirchner é operado em Buenos Aires

Boletim médico diz que cirurgia é na artéria carótida; ex-líder argentino passou mal no palácio.

Marcia Carmo, BBC

07 de fevereiro de 2010 | 21h45

ex-presidente da Argentina, Néstor Kirchner, de 59 anos, marido da presidente do país, Cristina Kirchner, foi submetido, neste domingo, a uma operação de emergência na carótida direita.

Kirchner foi internado em uma clínica na capital, Buenos Aires, onde chegou com a presidente, após se sentir mal na residência presidencial de Olivos.

A informação sobre a saúde de Kirchner, que é deputado federal, foi divulgada através de um comunicado assinado pelo médico da Presidência, Marcelo Ballesteros.

"Néstor Kirchner apresentou, nesta manhã, um quadro clínico causado por uma patologia da sua artéria carótida direita que requer uma cirurgia. Por isso, será operado hoje", diz o texto.

Quando era presidente, Néstor Kirchner, que governou o país entre 2003 e 2007, foi internado com problemas gástricos.

Neste domingo, a pedido do cardeal argentino, Jorge Bergoglio, um padre da igreja católica esteve na clínica onde teria conversado com a presidente, e para dar a Kirchner a "unção dos doentes".

"Não signfica que o estado dele (Kirchner) é grave, mas é uma benção para ajudá-lo a ter forças. É uma benção a que tem direito qualquer pessoa com mais de 59 anos", disse o padre Juan Torrela.

Entrevistado pela emissora de TV C5N, o cardiologista Federido Benetti disse: "Essa é uma operação comum, mas tudo depende da saúde de cada pessoa".

Nos últimos dias, Kirchner gerou polêmicas e atraiu críticas da oposição ao ser apontado pelo ex-presidente do Banco Central, Martín Redrado, como um dos compradores "do poder" que aproveitaram a desvalorização do peso para adquirir US$ 2 milhões, em outubro de 2008, durante a crise internacional.

Na semana passada, em um e-mail a um apresentador de rádio, Néstor Kirchner afirmou que teria realizado a operação cambial para comprar um hotel na Patagônia, no sul do país.

Neste domingo, os principais jornais da Argentina, Clarin, La Nación e Perfil, publicam amplas reportagens sobre os investimentos do ex-presidente e de pessoas próximas a ele e à esposa naquela região. A imprensa local recorda que o ex-presidente Carlos Menem (1989-1999) foi operado da carótida em 1993, e que em 2001 o então presidente Fernando de la Rúa passou por cirurgia semelhante. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.