Claudio Santana/AP
Claudio Santana/AP

Ex-presidente peruano Alberto Fujimori é internado por problemas cardíacos

Fujimori foi condenado a 25 anos de prisão por dois massacres cometidos pelo grupo Colina entre 1991 e 1992

Redação, O Estado de S.Paulo

17 de agosto de 2019 | 02h40

Lima - O ex-presidente peruano Alberto Fujimori, de 81 anos, deixou nesta sexta-feira, 16, a penitenciária de Barbadillo, onde cumpre pena de 25 anos de prisão, para ser levado a um hospital de Lima, capital do Peru, para ser atendido por problemas cardíacos.

O médico de Fujimori, Alejandro Aguinaga, disse que o ex-presidente apresentava um quadro de taquicardia desde o início da manhã, o que causou um mal-estar permanente.

Por isso, decidiu pedir para que ele fosse levado ao hospital e passasse por exames completos acompanhados de um cardiologista.

Além dos problemas cardíacos, Fujimori está com dores no ouvido esquerdo e também será atendido por um otorrinolaringologista enquanto estiver internado. Aguinaga destacou que a saúde do ex-presidente requer cada vez mais atenção devido à idade.

Fujimori foi condenado a 25 anos de prisão por dois massacres cometidos pelo grupo Colina entre 1991 e 1992. Em 2017, o ex-presidente recebeu indulto por parte de Pedro Pablo Kuczynski, mas voltou à prisão no início do ano seguinte depois de a medida ter sido considerada ilegal. EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.