Ex-presidente será indiciado por estupro

O Ministério da Justiça israelense afirmou ontem que o ex-presidente Moshe Katsav será processado pelo estupro de uma ex-funcionária e outros crimes sexuais cometidos contra outras empregadas no período em que ele esteve no governo. Katsav, que renunciou em 2007, nega as acusações e recusou um acordo para reduzir pena.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.