, O Estado de S.Paulo

29 de julho de 2010 | 00h00

O ex-preso político cubano Ariel Sigler, libertado em 12 de junho, chegou ontem a Miami, no Estado americano da Flórida. Sigler, que é paraplégico, foi o primeiro preso político libertado pelo governo cubano após a recente negociação com a Igreja. Por causa de seu estado de saúde frágil, ele recebeu um visto especial para receber tratamento médico nos EUA, enquanto seus parentes ficaram em Cuba.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.