Ex-primeiro ministro italiano é condenado a 24 anos de prisão

O Tribunal de Apelações de Perúgia, na Itália, condenou hoje a 24 anos de prisão o sete vezes primeiro-ministro italiano Giulio Andreotti por instigar o assassinato do jornalista Mino Pecorelli em 1979.Também foi condenado Gaetano Badalmenti, um mafioso implicado no homicídio. Outros quatro acusados foram absolvidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.