Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Ex-primeiro-ministro tailandês é posto em liberdade provisória

Acusado de corrupção, Shinawatra foi preso assim que retornou ao país; ele foi deposto há 17 meses

Efe,

28 de fevereiro de 2008 | 02h11

O Tribunal Penal da Tailândia concedeu nesta quinta-feira, 28, liberdade provisória, sob fiança, ao ex-primeiro-ministro Thaksin Shinawatra. Ele foi deposto por um golpe de Estado há 17 meses e foi preso logo após retornar ao país nesta quinta. Shinawatra foi detido ao chegar a Bangcoc e conduzido ao tribunal, onde um juiz aceitou seu pedido de liberdade provisória mediante o pagamento de uma fiança. Na corte, o ex-primeiro-ministro foi notificado sobre as duas acusações por corrupção que ainda pesam contra ele, e pelas quais pode ser condenado a um máximo de 15 anos de prisão.

Tudo o que sabemos sobre:
Tailândia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.