Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Ex-professor é condenado na China por subversão

Um ex-professor universitário que criticou o governo chinês por não promover eleições multipartidárias foi condenado a dez anos de prisão no país, segundo informou a organização Human Rights, com sede em Nova York. Guo Quan, ex-titular da Universidade de Nankin e fundador do Novo Partido Democrático da China, foi condenado por "subversão contra o poder do Estado" por um tribunal da província de Jiangsu.

AE-AP, Agencia Estado

17 de outubro de 2009 | 11h13

Guo, destituído do cargo na universidade no fim de 2007, foi detido en Nankin, em novembro de 2008, após publicar na internet artigos e cartas dirigidas, entre outros, ao presidente Hu Jintao. Seus escritos aludiam a problemas sociais na China, tais como o desemprego que atinge a população e a perda de terras por parte de agricultores. O Partido Comunista Chinês (PCC), no poder desde 1949, controla totalmente a vida política. Outras oito formações políticas são toleradas, mas todas sob a supervisão do PCC.

Tudo o que sabemos sobre:
condenaçãoprofessorChina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.