Ex-rebeldes maoístas integrarão governo

O governo do Nepal nomeou ontem cinco ex-rebeldes maoístas como ministros, numa decisão que pode acabar com a crise política do país. A nomeação ocorreu dias após o Parlamento acabar com a monarquia no Nepal, a principal reivindicação dos maoístas. O rei Gyanendra permanecerá no palácio até as eleições de abril.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.