Ex-secretária da Flórida vinculada à apuração de 2000 é eleita

Katherine Harris, a ex-secretária estadual da Flórida que se celebrizou durante a disputa sobre a contagem de votos das eleições presidenciais de 2000 no Estado foi eleita para a Câmara dos Representantes (Câmara federal). Derrotou a democrata Jan Schneider, amiga do ex-presidente Bill Clinton.Criticada pelos democratas devido a seu suposto partidarismo no episódio, Harris se transformou na menina dos olhos dos republicanos, por ter sido a principal funcionária no escrutínio histórico que permitiu a George W. Bush ganhar no Estado da Flórida por 537 votos e, assim, derrotar o democrata Al Gore na corrida pela presidência. Harris ganhou fama - embora não propriamente uma boa fama. Era objeto de chacotas não apenas devido à forma pela qual realizou sua tarefa como também pela sua maneira de se vestir e maquiar. "Faz tanto frio na Flórida", disse o humorista de televisão Jay Leno, que Harris "colocou uma terceira camada de maquiagem". Por sua vez Schneider, sua rival, companheira de faculdade de Clinton e de sua mulher, a atual senadora Hillary Clinton, disse que apresentou sua candidatura porque não lhe agradava a idéia de que Harris ganhasse sem oposição. Schneider colaborou na campanha de Clinton em 1992.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.