Ex-vice da Guatemala chefiará comissão em Honduras

O ex-vice-presidente da Guatemala Eduardo Stein (2004-2008) anunciou ontem que aceitou a proposta hondurenha para presidir uma comissão da verdade em Honduras. Essa comissão avaliará o golpe que derrubou o presidente Manuel Zelaya. Em entrevista coletiva, Stein disse que o grupo começará a trabalhar em 25 de fevereiro, com cinco juristas ainda não nomeados, sendo dois hondurenhos e três estrangeiros.

AE-AP, Agencia Estado

11 de fevereiro de 2010 | 13h06

"A comissão sugeriria completar alguns vazios nas leis hondurenhas", afirmou. "Ainda nos falta definir algumas coisas, mas existe a vontade e o compromisso do presidente (Porfirio) Lobo de criar uma consciência nacional, uma verdadeira unidade nacional", disse Stein.

O novo governo hondurenho espera que a criação da comissão da verdade permita ao país recuperar a confiança de vários governos que romperam relações com Tegucigalpa, após Zelaya sofrer o golpe de Estado, em 28 de junho passado. Stein foi ministro das Relações Exteriores da Guatemala durante o governo de Alvaro Arzú (1996-2000). Ele já comandou também missões de observação eleitoral.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.