Ex-vice-presidente congolês se declara inocente em Haia

O ex-vice-presidente do Congo Jean-Pierre Bemba afirmou hoje, através de seu advogado, que é inocente das acusações de homicídio, estupro e saques, no início de seu julgamento em um tribunal para crimes de guerra. O julgamento de Bemba, de 48 anos, é apenas o terceiro a ocorrer no Tribunal Penal Internacional (TPI) desde que ele foi estabelecido em Haia, em 2002.

AE, Agência Estado

22 de novembro de 2010 | 13h27

Bemba era visto como um potencial candidato à presidência nas próximas eleições do Congo. Ele é a mais graduada figura política a ser julgada pelo TPI. O promotor chefe da corte disse que o julgamento de Bemba definirá a responsabilidade legal do comandante para controlar suas tropas. Bemba apenas observou passivamente o julgamento, enquanto seu advogado disse que ele se declarava inocente de todas as acusações. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ex-presidenteCongotribunalHaia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.