Executivo-chefe de Finmeccanica é preso por corrupção

A polícia italiana prendeu o executivo-chefe do Finmeccanica, Giuseppe Orsi, como parte de uma investigação sobre um possível caso de corrupção internacional relacionado à venda em 2010 de helicópteros pela companhia área italiana para a Índia, de acordo com Eugenio Fusco, o promotor público na investigação.

CLARISSA MANGUEIRA, Agência Estado

12 de fevereiro de 2013 | 11h09

Horas depois da prisão, o secretário de Defesa da Índia, Shashikant Sharma, disse ao The Wall Street Journal, que o governo do país pediu que sua agência de investigação federal apure a transação dos helicópteros. Ele não deu mais detalhes sobre a investigação indiana.

Orsi está sob investigação durante meses, na qual promotores públicos da Itália estão procurando saber se a unidade de helicópteros do Finmeccanica pagou subornos para garantir a venda de 12 helicópteros no valor de 560 milhões de euros ao governo indiano, de acordo com o conglomerado italiano e com uma fonte com conhecimento da investigação. Orsi era executivo-chefe do AgustaWestland, unidade de helicópteros, na época do negócio.

Fusco disse também que Bruno Spagnolini, atual diretor da AgustaWestland, também foi colocado em prisão domiciliar como parte da mesma investigação. Ele era diretor operacional da unidade em 2010. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Itáliacorrupução

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.